A Baixada Santista entrará no “lockdown inteligente” a partir da próxima terça-feira (23), e o processo terá duração de duas semanas. A medida foi definida na reunião do Comitê de Desenvolvimento Metropolitano da Baixada Santista (Condesb), realizada na última sexta-feira (19).

“Nós prefeitos da região da Baixada Santista temos trabalhado e nos comunicado diariamente buscando o equilíbrio entre saúde e economia, que ainda não achamos. O que acontece é que em duas semanas, passamos de 44% de ocupação de leitos para 80% de leitos de UTI. Tivemos ontem uma reunião de hospitais onde expuseram seus dramas no atendimento de pessoas em UTI. Não só no SUS mas em hospitais privados também”, disse o presidente do Condesb, Rogério Santos (PSDB).

O prefeito propôs medidas mais restritivas, chamadas de “lockdown inteligente”. Em entrevista coletiva realizada nesta sexta-feira (19), Rogério Santos (Rogério Santos) destacou que esse trabalho se estenderá a toda a região. “Faremos um decreto em cada município, que deve ser publicado entre domingo e segunda, mas já anunciamos as medidas mais restritivas”.

O presidente do Condesb também informou que as medidas ainda podem ser endurecidas. “A gente tem tomado medidas dia a dia, não dá pra dizer que as medidas até agora não foram importantes, mas as medidas são tomadas através do poder público, que tem se esforçado. Mas se a população não fizer sua parte, não adianta. Não temos como fiscalizar tudo”.

O que está permitido:

Segurança privada de estabelecimentos comerciais e de prédios;
Indústrias essenciais de serviços;
Transporte individual por aplicativos;
Transporte público com restrições de horário, período da manhã e fim do dia;
Delivery de serviços essenciais e de alimentação até 22h;
Lojas de materiais de construção e restaurantes, com portas fechadas;
Serviços essenciais;
Comércio atacadista e hortifruti para garantir abastecimento de mercados;
Transporte de valores;
Farmácias 24 horas, clínicas, atendimento hospitalar, consultório médico emergencial, clínicas veterinárias;
Padarias, supermercados e pequenas vendas estão permitidos até às 20h;
Hipermercados até 20h, sem a venda de eletrodomésticos, roupas e artigos que não sejam de alimentação, que não sejam de higiene, ou produtos básicos.

Proibido

Feiras livres;
Obras civis públicas e particulares (permitidas em casos de urgência ou manutenção);
Hotéis e pensões;
Comércio de imóveis de temporada.

Operação descida e feriados

O vice-governador Rodrigo Garcia anunciou durante entrevista coletiva nesta sexta-feira (19), no Palácio dos Bandeirantes, que a Operação Descida nas estradas que ligam a capital com a Baixada Santista está suspensa até o dia 30 de março, mas que será ampliada em decreto suplementar até o dia 4 de abril.

A decisão de interromper foi tomada após reunião com o prefeito de Santos, Rogério Santos, que também é presidente do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb).

O apelo é para que turistas não desçam a serra em direção à Baixada Santista durante o os feriados antecipados na capital. O anúncio da antecipação foi feito na quinta (18) pelo prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB).

A partir da sexta-feira (26), os feriados de Corpus Christi e Dia da Consciência Negra deste ano, além de três feriados do ano que vem (os mesmos e o Aniversário da Cidade), serão antecipados para os dias 26, 29, 30, 31 de março e 1º de abril na capital paulista.

De acordo com Covas, somando-se o feriado nacional do dia 2 de abril (Paixão de Cristo), serão dez dias de folga em que os paulistanos devem permanecer em casa.

 

Campartilhe.

Sobre o Autor

Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.

Deixe Um Comentário


Banner publicidade 728 x 90 RODAPÉ
AGORA É HORA DE SER VOCE?