O prefeito de Santos, Rogério Santos (PSDB), revelou a possibilidade da cidade entrar em lockdown nesta terça-feira (17). Segundo o político, os motivos podem ser: taxa de ocupação de leitos, falta de medicamentos e de profissionais de saúde.

Em entrevista ao Bom dia Cidades, da Santa Cecília TV, disse que se não houver um isolamento mais drástico, as coisas irão piorar. “As medidas são tomadas com base em métricas. O sistema de saúde está esgotado. Hoje, temos em torno de 70% dos leitos ocupados e com pedidos de internação de outras cidades. A taxa percentual diminuiu um pouco, porque abrimos leitos”, disse.

Santos anunciou que se a ocupação chegar a 80%, a opção será decretar lockdown, considerando não só questões populacionais, mas também regionais. “Não dá para pensar de maneira isolada. Se temos outros municípios ao redor em uma boa situação, temos a quem recorrer. O nosso caso não é esse, muitos estão com ocupação total. Dessa maneira, ficaríamos sem ter onde buscar ajuda. Está difícil conseguir respiradores, as empresas farmacêuticas não estão dando conta de produzir medicamentos o suficiente e as equipes de saúde estão cansadas”.

Segundo o prefeito, o pior momento até então foi 23 de maio do ano passado. No total, 186 pessoas foram hospitalizadas. Porém, no domingo (14), 232 pessoas foram internadas com fraca capacidade de enfermagem. “Situação está preocupante. Estamos próximos de um lockdown”.

Outro desafio, fora a situação no sistema de saúde, são as fakenews. Rogerio destacou a importância de seguir páginas e veículos de comunicação que passem informações verdadeiras. “Além da pandemia, temos uma epidemia de notícias falsas”.

FOTO: @andresouzafoto

Campartilhe.

Sobre o Autor

Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.

Deixe Um Comentário


Banner publicidade 728 x 90 RODAPÉ
AGORA É HORA DE SER VOCE?