Começa nesta quarta-feira (9) a terceira etapa da campanha de vacinação contra a gripe em Santos. As doses estarão disponíveis em 22 policlínicas, das 8h às 13h, e em oito postos externos, das 8h às 16h.

Os novos públicos são pessoas com comorbidades, pessoas com deficiências, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo (rodoviário, urbano e de longo curso), portuários, pessoal das forças de Segurança e Salvamento, membros das Forças Armadas, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade e adolescentes e jovens cumprindo medidas socioeducativas.

A vacinação contra a gripe começou em 12 de abril, com crianças acima de 6 meses e com menos de 6 anos, gestantes, puérperas, povos indígenas e trabalhadores da Saúde. A partir de 11 de maio, foi a vez dos idosos a partir de 60 anos e professores. Quem pertence a esses outros grupos e ainda não foi imunizado pode ser vacinado.

 

Para se vacinar, o interessado tem que apresentar documento com foto, CPF e comprovante de residência em Santos. As gestantes devem levar cartão do pré-natal e as puérperas (que tiveram bebê até 45 dias) têm que apresentar documento comprovando o parto.

Para os demais grupos de trabalhadores, é necessária a apresentação de documento (holerite, por exemplo) que comprove o vínculo trabalhista (ou atuação nas forças de Segurança e Salvamento). As pessoas com comorbidades devem apresentar comprovante que demonstre sua condição, como exame, laudo, receita, relatório médico e prescrição médica que conste a descrição da doença. Para quem se vacinou contra a covid-19 é necessário aguardar 14 dias para se imunizar contra a gripe.

 

Postos Externos – 8h às 16h

  • Aparecida – Clube Atlético Santa Cecília (Rua Comendador Alfaia Rodrigues, 269)
  • Campo Grande – Igreja Evangélica Projeto de Deus (Rua Carvalho de Mendonça, 596)
  • Embaré – Centro Comunitário da Igreja São Benedito (Av. Afonso Pena, 350)
  • Gonzaga – Estacionamento da Igreja Universal do Reino de Deus (Av. Ana Costa, 329)
  • Marapé – Escola de Samba União Imperial (Rua São Judas Tadeu, 20)
  • Vila Mathias – Igreja Batista Peniel (Rua Almeida de Moraes, 54)
  • Pompeia – Igreja Nossa Senhora do Rosário da Pompeia (Praça Benedicto Calixto, 1)
  • Ponta da Praia – Ginásio do Complexo Esportivo Rebouças (Praça Engenheiro José Rebouças s/nº)

Policlínicas – 8h às 13h

ZONA NOROESTE

  • Policlínica Alemoa – Rua Afonsina Proost de Souza s/nº
  • Policlínica Areia Branca – Rua Francisco Lourenço Gomes, 118
  • Policlínica Bom Retiro – Rua João Fraccaroli s/nº
  • Policlínica Castelo – Rua Francisco de Barros Melo, 184
  • Policlínica Rádio Clube – Avenida Hugo Maia s/nº
  • Policlínica São Jorge e Caneleira – Rua Francisco Ferreira Canto, 351
  • Policlínica São Manoel – Praça Nicolau Geraigire s/nº
  • Policlínica Piratininga – Praça João de Moraes Chaves s/nº

MORROS

  • Policlínica Nova Cintra – Rua José Ozéas Barbosa s/nº
  • Policlínica Morro São Bento – Rua das Pedras s/nº
  • Policlínica Valongo – Rua Prof. Maria Neusa Cunha s/nº
  • Policlínica Morro José Menino – Rua Doutor Carlos Alberto Curado, 77
  • Policlínica Jabaquara – Rua Vasco da Gama, 32
  • Policlínica Monte Serrat – Praça Correia de Melo s/nº
  • Policlínica Morro Vila Progresso – Rua Três, casas 1 e 2 Vila Telma
  • Policlínica Morro Santa Maria – Rua 10 s/nº
  • Policlínica Morro da Penha – Rua Três, 150

CENTRO

  • Policlínica Conselheiro Nébias – Av. Conselheiro Nébias, 457
  • Policlínica Martins Fontes – Rua Luiza Macuco, 40
  • Policlínica Vila Nova – Praça Iguatemi Martins s/nº

ÁREA CONTINENTAL

  • Policlínica Caruara – Rua Andrade Soares s/nº
  • Policlínica Monte Cabrão – Av. Principal s/nº

 

  • Doença respiratória crônica – asma de uso de corticóide inalatório ou sistêmico (moderada ou grave), doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), bronquiectasia, fibrose cística, doenças intersticiais do pulmão, displasia broncopulmonar, hipertensão arterial pulmonar, crianças com doença pulmonar crônica da prematuridade
  • Doença cardíaca crônica – doença cardíaca congênita, hipertensão arterial sistêmica em comorbidade, doença cardíaca isquêmica, insuficiência cardíaca
  • Doença renal crônica – doença renal nos estágios 3, 4 e 5, síndrome nefrótica, paciente em diálise Doença hepática crônica – atresia biliar, hepatites crônicas, cirrose
  • Doença neurológica crônica – condições em que a função respiratória pode estar comprometida pela doença neurológica; considerar nas necessidades clínicas dos pacientes incluindo: AVC, paralisia cerebral, esclerose múltipla e condições similares; doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular; deficiência neurológica grave
  • Diabetes – diabetes mellitus tipo I e tipo II em uso de medicamentos
  • Imunossupressão – imunodeficiência congênita ou adquirida, imunossupressão por doenças ou medicamentos
  • Obesos – obesidade grau III
  • Transplantados – órgãos sólidos, medula óssea
  • Portadores de trissomias – síndrome de Down, síndrome de Klinefelter, síndrome de Wakany, dentre outras trissomias
Campartilhe.

Sobre o Autor

Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.

Deixe Um Comentário


Banner publicidade 728 x 90 RODAPÉ
AGORA É HORA DE SER VOCE?